• Notícias
  • RD3 Engenharia é premiada em duas categorias

RD3 Engenharia é premiada em duas categorias

RD3 Engenharia é premiada em duas categorias

A Revista O Setor Elétrico realizou pela primeira no Rio de Janeiro o Prêmio O Setor Elétrico de Qualidade das Instalações Elétricas 2018. A premiação ocorreu em seis categorias divididas em: Instalações Elétricas Industriais e Comerciais, Energia Renovável, Pesquisa & Desenvolvimento, Projeto Luminotécnico, Inovação Tecnológica e Projeto do Ano. No total foram 22 projetos inscritos em todas as categorias.

A RD3 Engenharia foi a vencedora em duas categorias: Instalações Elétricas Industriais e Comerciais e Projeto O Setor Elétrico 2018, Edição Rio de Janeiro. O que levou a empresa a garantir as duas premiações foi o projeto “As Instalações Elétricas Aplicadas em uma Obra de Arte”. A companhia participou do projeto de revitalização do Hotel Nacional, ícone da arquitetura do Rio de Janeiro de Oscar Niemeyer, em seus 34 andares, com o desafio de manter os traços da arquitetura alinhando com as novas tecnologias em projetos.

 

Na categoria Energia Renovável, o vencedor foi a Solfortes Engenharia Sustentável, com o projeto de “Instalação de um sistema de micro geração de energia solar fotovoltaica”. Já na Categoria Pesquisa & Desenvolvimento, as empresas vencedoras foram a P&D ANEEL / Pós - PUC RIO MQI E Light, com o projeto de “Avaliação da eficácia de operação do Sirea: vantagens e benefícios da alternativa tecnológica proposta de limpeza de trocadores de calor de hidrogeradores”.

 

Em Projeto Luminotécnico, a vencedora foi Centelha Equipamentos Elétricos, com o projeto de “Substituição do sistema de iluminação convencional para soluções em LED e adequação a Norma Técnica ANT ISO/CIE 8995-1”.

 

Por último, em Inovação Tecnológica, a UFF – Universidade Federal Fluminense ganhou o prêmio com a “Avaliação da atualização tecnológica da iluminação pública no Brasil”


“Acreditamos que essa iniciativa incentivará os profissionais a respeitarem as Normas técnicas e a proverem soluções cada vez mais sustentáveis e eficientes para as instalações brasileiras”, afirmou Adolfo Vaiser, diretor da revista O Setor Elétrico e Organizador do Cinase.

Sobre o Prêmio

A divulgação do prêmio teve início em janeiro de 2018, com forte empenho das associações e entidades da região do Rio de Janeiro. Os critérios de avaliação foram atribuídos por notas de um time formado pelos especialistas do Cinase e por quatro especialistas locais: Clayton Vabo, Diretor do Senge RJ; Vinicius Ayrão, consultor em instalações elétricas e sistemas fotovoltaicos da Sinergia Consultoria; Eduardo Sabatino, conselheiro da Câmara de Engenharia Elétrica do CREA RJ; e Vitor Hugo Ferreira, chefe do departamento de engenharia elétrica da Universidade Federal Fluminense.   


Cada um deles avaliou 12 itens: topologia da instalação elétrica ou sistema (distribuição e uso de energia em baixa tensão); fontes principais, complementares e de emergência; definição de linhas elétricas e circuitos de distribuição; subestações, painéis, transformadores, geradores e outros; proteção elétrica; proteção contra descargas atmosféricas; atendimentos às Normas 5410, 14039, 5419; NR10; aspectos e vantagens de operação e manutenção automação e informação qualidade de energia e eficiência energética sistemas de iluminação característica de originalidade e referência.

O resultado final foi obtido através de média ponderada devido à especificidade e aplicação de cada trabalho. 


Deixe seu Comentário